CURRÍCULUM

Pedro Ernesto Stilpen
Stil
                                                                                                                                                                                  



CINEMA

Curtas-metragens em desenho animado
  • Batuque - 1968: Prêmios de melhor filme no Festival de Brasília, Júri oficial e popular, classificado para festivais de Oberhausen, New York, Lucca, Filmex (Los Angeles), Disney Studios e Paramaribo.
  • Urbis - 1969: Classificado para os festivais JB e Palermo.
  • O Filho de Urbis - 1969: Classificado para os festivais JB e Palermo.
  • Dinagrup - 1969: Classificado para o Festival do Filme Técnico e Científico do Rio de Janeiro, com menção.
  • Lampião, ou Para Cada Grilo Uma Curtição - 1970: Prêmio Humberto Mauro, classificado para os festivais de Brasília, Annecy, Londres.
  • Reflexos - 1974: Co-direção com Antônio Moreno: Prêmio Humberto Mauro, classificado para os festivais de Oberhausen, New York, Espinho, Gramado.
  • ABÇ - 1978: Classificado para o Festival JB.
  • Que É Que Há Com O Seu Perú? - 1978: Prêmio de roteiro pela Embrafilme.
  • TV Relógio - 1978: Classificado para o Festival JB.
  • Faz Mal...- 1978: Classificado para os festivais JB, Espinho.
  • As Quatro Estações- 1978
  • Até Tu, Barão?- 1979: Co-direção com Ronaldo Cânfora, classificado para os festivais da União Soviética e JB.
  • O Lobo Se Estrepa - 1980
  • A Feiticeira Da Baixada - 1980
  • O Fantasma Do Pão De Açúcar - 1980
  • O Mistério De Chu-Man-Fú - 1980 Esses quatro filmes lançaram a dupla de personagens Antunes e Bandeira, e estão entre os mais exibidos pela Embrafilme, ao lado de Faz Mal...
  • Aquém-Túmulo - 1980
  • A Ceia Dos Orixás - 1980 Festival de Lucca, prêmio no Festival de Havana.
  • Super-Tição - 1986: Vencedor do Festival do Filme Infantil de Brasília com votação das crianças e Prêmio São Saruê dos cineclubes brasileiros.
  • Imagine - 1992: Co-direção com Noilton Nunes e Regina Abreu: Rio-Cine e Festival de Havana. 
  • Status-Quo - 1967 [Em 16 mm. e preto-e-branco]:Co-direção com Carlos Pacheco, menção no Festival JB.

Roteiros para curtas-metragens
  • A Fábula Da Festa No Céu- 1977 Dirigido por Noilton Nunes, um dos campeões de exibição pela Embrafilme.
  • A Festa No Céu- 2001 Dirigido por Levi Luz, versão em animação da famosa fábula.
  • Curupira Pira, Os Causos De Nhô Quenhoque, Zeca Tatu, Dimenor, Aquarius O Escorpiãozinho, vinte e seis roteiros para Antunes e Bandeira, O Natal do Tininim, Adão e Eva, três roteiros para a série Caramba e Volante, Quirino, Mata-Sete, Ralouim, Era Uma Vez Um índio Carijó, Nunca Houve Uma Vaca Como Gilda, A Empregada Perfeita etc.

Participação coletiva em curta-metragem
  • O Planeta Terra- 1988 Direção geral de Marcos Magalhães, escolhido para a abertura dos trabalhos da ONU.
Roteiros para longas-metragens
  • Pedro Malazartes (1970), I-Juca-Pirama (1978), No Reino Da Bicharada (1981), todos premiados pela Embrafilme; outros: Scoo-Doo-Bee-Doo (1981), O Pequeno Vampiro (1981), A Festa No Céu (1981), 3 Anjos (1998), Nautilus, A Ilha Misteriosa etc. Diálogos de Era Uma Vez (dirigido por Arturo Uranga), Os Sete Pecados Tropicais, Alô e As Vozes de Hamlet.. Colaboração nos roteiros (Gylberto Nunes) Behind the Wind, Djinns, Carmen, Collusion, Pororoca e Kenyatta.
Animação para curtas-metragens dirigidos por outros cineastas
  • Chico Caruso (Joatan Vilela), Como Nos Livramos Das Doenças (Noilton Nunes), Vida Com Saúde (Frida Dourien), Art-Nouveau (Sérgio Sanz), Art-Déco (Sérgio Sanz), Um Lugar Bom de Morar (André Pinto) e a série Aimberê (Paulo Veríssimo).

Animação e programação visual para longas-metragens
  • Tati A Garota (Bruno Barreto), Motel (Alcino Diniz), O Enterro de Madame Bettina (Jece Valadão), A Viúva Virgem (Carlos Imperial), O Pecado De Marta (José Rubens Siqueira), Primeiros Momentos (Pedro Camargo), Periquitos E Papagaios (José Joffily).
Roteiros para séries
  • Hello Ween, Diana, Zé do Caixão, Nossos Índios, Bloobs, Toni Capoeira, Seninha, Tronquinho, No Tempo em Que os Bichos Falavam, Capitão Furacão, Wilbor, Mônica, Doces Rapsódias, Other e Carioca Closet..

PUBLICAÇÕES

Cartuns publicados em jornais e revistas
  • O Globo, Tribuna Da Imprensa, Jornal Do Brasil, Correio Da Manhã, Jornal Dos Sports, Pasquim, Diário De Minas, Revista Nacional, O Papo, Zero Hora, O Cruzeiro, Pais E Filhos, Ano Zero, O Dia, Correio Brasiliense, etc.
Livros publicados
  • Muito Por Dentro (Fruto), As Máquinas Mágicas Do Desenho Animado (Bloch), Onde Não Está O Menino Maluquinho (Melhoramentos), série ecológica (Ziraldo, Melhoramentos), e 25 livros da série Opi-Ipo (Telepublicaciones, Espanha), Hans Staden, O Minotauro, Mudança, 6 livros on-line sobre Transcomunicação Instrumental. Criação de Precisa-se de um Escritor, Precisa-se de um Desenhista e O que eu vou ser quando for um menino, Josie e os Planetinhas. Ilustração para Blau (Marta Lagarta).
Famílias de personagens em quadrinhos
  • Antunes e Bandeira, Super-Tição, Zeca Tatu, Opi e Ipo, Ramón, A Coisa, Homenzinhos Verdes, Caramba e Volante, Fulano e Sicrano, O Pinto, Camila e Amerik. Criações para Menino Maluquinho, Pererê, Dimenor, Mônica, Cocoricó, Sítio do Pica-pau Amarelo (Ed. Globo), personagens para os capítulos Gula e Inveja, do longa-metragem Os Sete Pecados Tropicais.  Personagens da Turma da Marta Lagarta. Dubem e Dumal para a Rede Globo. Personagens do Sítio do Pica-pau Amarelo, Os Olímpicos.

MÚSICA

Músicas editadas
  • Dias De Rock, O Filho Do Homem, Negrinha Linda, (músicas de Alypio Martins), Back To 54 e Palmares (músicas de Daltony Nóbrega).
  • 32 letras para o musical Boots, além de Tamba-Tajá, Pedro Malazartes e Tamara (músicas de Edmundo Souto). Letras para Sessão Pipoca, Canção de Ninar Gustavo, Estrela da Vida, Espelho do Rio e Foi uma Lagoa que Ficou em Minha Vida (música Edmundo Souto).


TEATRO
  • Criação e direção de show infantil Caraoquinho (1983), montado no Oba-Oba.
  • Criação do musical infanto-juvenil de ballet O Pequeno Nijinsky (1991).
  • Criação da ópera infantil Peninha Vermelha (1992), transposto para musical como Little Red Feather.
  • Criação para textos de peças infantis A Família Monstrengo (1992, montada em Salvador, Bahia), Grande Júri Infantil, Diário de um Pré-adolescente, O Fantasminha Da Ópera (1992) , Vênus, Coração de Leão Mudança (1994), O Lobo é Mau? (montada em Salvador em 2008 e 2009), O Príncipe das Galinhas, Içá Mirim (ópera com música de Sylvio Barbato), O Pequeno Nijinsky, 50 e Poucos.
  • Programação visual para shows com Elizeth Cardoso, Maysa, Elis Regina, Wilson Simonal, Roberto Carlos, todos no Canecão, década de 60.
  • Programação visual para o Schnitt (na Rua Voluntários Da Pátria).
  • Som para Sara e Severino, a era das cocacolas, de Emiliano Queirós
  • Desenhos animados para as produções Plunct Plact Zuum e Arca de Noé, ambas dirigidas por Fabiano Vannucci.
  • Texto e desenhos para os musicais (música de Edmundo Souto) Boots, Janus, Tamba-Tajá, Malazartes, O Mistério de Sacopenapã e Tamara. Texto e desenhos para Little Red Feather.


TELEVISÃO
  • Em 1968, o grupo de cinema ao qual eu pertencia, o Fotograma, produziu, apresentou e dirigiu o programa Experiência 68, na TV Continental, extinta. A partir de 1972 e até os dias de hoje, participei de diversos grupos de criação, contratado que fui pela Rede Globo, produzindo cerca de 6 horas de desenhos animados, vinhetas, programação visual, textos, etc., para esta emissora. Algumas incursões esporádicas na TV Tupi, na Cultura de São Paulo, TV E do Rio de Janeiro, TV Rio (fase de Ipanema), Bandeirantes e Manchete. O volume de trabalho em TV acabou se constituindo na maior parte de minha produção, cerca de seis horas de animação. Em 2001 produzi animações para o programa Bambuluá e a nova versão do Sítio do Pica-pau Amarelo, com a criação de 20 personagens. Prêmio Emmy nos musicais infantis Arca de Noé e Plunct, Plact, Zuum, na série Armação Ilimitada e no especial Antônio Brasileiro, sobre a vida de Tom Jobim. Cenários para a série WWW,direção de Roberto Talma.


PESQUISAS, CURSOS E PALESTRAS
  • Cursos de animação ministrados no Atelier de Artes Plásticas Hélio Rodrigues, UFF, UFRJ, UERJ, Universidade de Uberlândia, Maison de France, MAM (Grupo Fotograma, o maior simpósio de desenho animado já apresentado na América Latina, anos 70).
  • Saraus temáticos com teatro e música no Atelier Maria Tereza (1992).
  • Oficina com 600 crianças das cidades-satélites de Brasília (1993).
  • Curso de animação na Universidade Federal de Juiz de Fora (1998).
  • Oficina de animação no Sindicato de Trabalhadores na Indústria Cinematográfica (1998).
  • Oficina de animação na Universidade Moacir Bastos (1998).
  • Curso de animação Animatique (2006).
  •  
EVENTOS DE RUA
  • Produção visual para Escolas de Samba: Salgueiro, Vila Isabel, Foliões De Botafogo, Unidos De Lucas, Santa Cruz e Porto da Pedra.
  • Produção para Domingo Na Praia da Riotur (1990).


PARA A LABO CINE AUDIO-VISUAL
  • Roteiros para longas-metragens: Nautilus, A Ilha Misteriosa, Coração de Leão, Copélia, Os Cantores de Vila Rica.
  • Roteiros para séries: Zé do Caixão, Wilbor, Gisele, Seninha, Mônica, Toni Capoeira, Hello Ween, Nossos Índios, Capitão Furacão, Bloobs, Bandeira 2, dois roteiros para Daniel Azulay, Doces Rapsódias, Os Infra-Heróis, Tronquinho.

Continue lendo...