terça-feira, 16 de agosto de 2011

QUANDO O HOMEM SONHA – A MAN HAS DREAMS – GOOGLELAND 2

“The best way to predict the future is to invent it.”

“O melhor modo de prever o futuro é inventá-lo.”

Alan Kay


Quem viveu o século XX testemunhou um avanço extraordinário da tecnologia, a favor de vida e contra ela. As pessoas de mais idade, acostumadas a mudanças lentas, foram ficando para trás, esquecidas e cada vez mais apegadas à nostalgia dos “bons tempos”. Enquanto guerras arrasavam milhões de pessoas, a cura para doenças antes imbatíveis avançava nos laboratórios. Pusemos os pés na Lua 12 vezes e chegamos aos confins do Universo, desvendando seus mistérios e aprendendo que nem arranhávamos a superfície do grande segredo.

Who lived early in the XXth century witnessed an extraordinary advance of technology, pro life and against it. The elderly, accustomed to slow moves, were left behind, forgotten and increasingly attached to nostalgia of “good ol’ days”. While wars slaughtered millions of souls, the cure of unbeatable diseases progressed in the laboratories. We set foot on the Moon 12 times and reached the depths of the Universe, unveiling its mysteries and learning we had a long way to go till we face the great secret.


Mas a mudança pra valer estava acontecendo aqui e agora, debaixo dos nossos narizes. Nós vimos grandes conglomerados nascer e desabar como um castelo de areia. Em volta do ano 1910 a música era um privilégio de uma elite ou do círculo de instrumentistas. Então os rolos de gramofone, LPs, CDs, em rápida sucessão, mudaram nossos hábitos de consumo. Eu colecionei mais de 4,000 álbuns, e os vendi quando me rendi ao CD. Agora eu tenho um móvel para guardá-los e quase não abro suas gavetas. Eu ouço qualquer coisa no computador. E as lojas de discos começaram a falir. As livrarias as seguirão, e depois (suspiro) os cinemas. São coisas do passado. Se a produção tende a cair em número e qualidade, a procura de material fino vai esquentar. Os clientes de bom gosto, que eram poucos, agora são vários milhões e podem fazer diferença na web.

But the real change was happening here and now, under our noses. We have seen powerful conglomerates rise and fall like a sand castle. Around 1910 music was a privilege of the elite and circles of musicians. Then gramophone rolls, LPs, CDs, in a fast succession, changed our consume habits. I collected over 4,000 albums, sold them when CD took over. Now I have a piece of furniture to store them and seldom open its drawers. I can pick anything on the web. So music stores started to close. Book stores will follow, then (sigh) movie houses. They all belong to the past. If production tends to decrease in number and quality, the offer of nicer work will be in great demand. The few fine costumers now are counted in many millions and may make a difference in the web.


O cinema agora vem com o velho 3-D para encher as suas salas. Eu já tinha visto nos anos 50 os Três Patetas e o Possante com óculos e até me abaixei quando o Shemp jogou um bolo na minha cara! A técnica foi se aprimorando e invadiu os parques temáticos.

Cinema now comes with the old 3-D to fill up the houses. In the fifties I had seen the Three Stooges and Mighty Mouse using the glasses and even ducked when Shemp threw a cake on my face! Technique was improving and invaded the theme parks.



O próximo passo será o de refazer os maiores sucessos do cinema para o formato 3-D, e partir para o 4-D, onde os assentos reagem com movimentos à ação da tela. A Internet não vai ficar atrás e os capacetes multimídia, luvas e os assentos 4-D estarão à venda para repetir a experiência na sua sala. Luvas? Pra quê? Oh, sim. Alguns filmes serão interativos, quer dizer, você vai poder interferir no roteiro. Como? Caramba, eu não sei tudo!

Next step, redo the greatest movie hits into the 3-D format, then go 4-D, where the seats provide reaction to the scenes on the screen. Internet will not be surpassed and multimedia helmets, gloves and 4-D seats will be available to feel the same at home. Gloves? What for? Oh, yeah. Some films will be interactive, that is, you may interfere in the plot. How? Jeepers, I don’t know everything!


Continuaremos – To be continued.

seja o primeiro a comentar!