domingo, 21 de agosto de 2011

QUANDO O HOMEM SONHA – A MAN HAS DREAMS – GOOGLELAND VERSUS DISNEY 2

“Why is drug addicts and computer aficionados are both called users?”

“Por que os viciados em drogas e os fãs de computadores são ambos chamados usuários?”

Clifford Stoll

A população cresce a tal ponto e o índice de mortes caiu tanto que o número de idosos nunca foi tão grande. Idosos, como eu (caramba) que ainda têm mente ativa (não tome este blog como exemplo!). Viajar. Mesmo para quem pode, tornou-se um problema sério. Há gerações atrás, seríamos postos de lado como móveis empoeirados. A nossa mente está indefesa como nunca na História, e as recordações boas nos impele à esperança de vermos dias felizes.

Population grows at such rate and the death rates fell so much the number of aging people has never been so big. Elderly, like me (sigh) who still have na active mind (do not take this blog as an example!). Travel. Even to the few who can spare it, became a serious problem. Generations ago, we’d be put aside like dusty furniture. Our mind is helpless as never in History, and good memories impel us to the hope of happier days.



OK. Atrações radicais só na próxima encarnação, ou assim, virtualmente. Ei! Um dia eu vou ter isto na minha própria sala! Se você acompanhou esta série, falei de um capacete e de uma poltrona que simula os movimentos. É claro que eu não desejo passar mal em casa: a poltrona terá ajustes para diminuir o sacolejo. E eu poderei parar a qualquer momento, o que não aconteceria na Kumba! Pronto. Está montado o campo de batalha para conquistar os usuários nas suas próprias casas. Do mesmo modo que poderemos andar em tempo real por qualquer rua do planeta, teremos à disposição todos os elementos dos parques, inclusive com sensações táteis graças aos macacões e luvas com sensores. Recapitulando: quando estes aparelhos forem colocados à venda e for vencida a batalha da memória e da rapidez de transferência de dados, é fatal que tudo isto vá acontecer. E eles já sabem disto.

OK. Radical rides for me only next incarnation, or lie this, virtually. Hey! I’ll soon have all this in my own living room! If you’re reading these posts, I wrote about a helmet and a seat simulating movements. Of course I don’t want to feel sick at home: the seat will provide easement of the shakes. And I can halt any moment, what would be impossible when riding the Kumba! So. This is the next war field to conquer users in their homes. The same way we’ll be able to stroll through any street in this planet, all elements of the parks will be available, including touch sensations thanks to suits and gloves with sensors. In short: when these gadgets are on sale and the battle for memory and fast data transference is won, all this will be sure to happen. And they know it.

Continuaremos – To be continued.

seja o primeiro a comentar!